Lia Nogueira quer patrulha mecanizada e incentivo à piscicultura nas aldeias de Dourados

A parlamentar destaca a necessidade da implementação dessa patrulha agr√≠cola

Lia Nogueira quer patrulha mecanizada e incentivo à piscicultura nas aldeias de Dourados

A deputada estadual Lia Nogueira (PSDB) apresentou duas importantes indicações à Mesa da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, com objetivo de promover o desenvolvimento sustent√°vel e a inclusão social das comunidades ind√≠genas das aldeias Jaguapiru e Bororó, em Dourados.

Em sua primeira indicação, Lia Nogueira solicita à ministra dos Povos Ind√≠genas, Sônia Guajajara, ao ministro da Agricultura e Pecu√°ria, Carlos Henrique Baqueta F√°varo, à presidente da Fundação Nacional dos Povos Ind√≠genas (Funai), Joenia Wapichana, ao governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Corr√™a Riedel, a destinação de uma patrulha agr√≠cola mecanizada, composta por trator, arado e outros implementos agr√≠colas, para as aldeias.

A parlamentar destaca a necessidade da implementação dessa patrulha agr√≠cola devido à atual realidade enfrentada pelos produtores ind√≠genas dessas comunidades, que utilizam ferramentas manuais como enxadas, limitando significativamente a produtividade e a efici√™ncia de suas atividades agr√≠colas.

"A patrulha agr√≠cola não vai beneficiar somente os produtores ind√≠genas de forma direta, mas também fortalecer√° a economia local e regional, gerando empregos e promovendo o desenvolvimento sustent√°vel. A solicitação de recursos e equipamentos para essas comunidades ind√≠genas é uma medida justa e necess√°ria para garantir a inclusão e o apoio adequado aqueles que mais necessitam de assist√™ncia", enfatiza Lia Nogueira.

Em outra indicação, encaminhada ao governo estadual, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ci√™ncia, Tecnologia e Inovação, à Prefeitura de Dourados, por intermédio da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar de Dourados, a deputada propõe a inclusão das aldeias Jaguapiru e Bororó no Projeto "Renascer Peixe".

O projeto, idealizado pela Secretaria Municipal de Agricultura Familiar (Semaf) e financiado pelo Governo do Estado através do programa Pró-Peixe, visa impulsionar a piscicultura como uma opção vi√°vel para os produtores familiares do munic√≠pio. De acordo com a parlamentar, a inserção vai proporcionar oportunidades econômicas significativas, fomentando a autossufici√™ncia e a melhoria das condições de vida dos ind√≠genas.

"A inclusão dessas aldeias no projeto deve oferecer uma alternativa sustent√°vel para a geração de renda, bem como servir√° como um modelo de sucesso para outras comunidades ind√≠genas, incentivando pr√°ticas agr√≠colas sustent√°veis", afirma a deputada.